Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
topo.jpg
noticia1254319507.jpg

Produção industrial cresceu só em Goiás em julho, diz IBGE

Com índice positivo de 4,4%, Goiás foi o único Estado brasileiro que registrou crescimento da indústria em julho

Com índice positivo de 4,4%, Goiás foi o único Estado brasileiro que registrou crescimento da indústria em julho, na comparação com igual período do ano passado.

Em relação aos resultados de junho, as empresas goianas também ajudaram a puxar o bom desempenho do setor no País, que registrou alta de 2,2%. Os números da produção industrial foram divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ainda na comparação de julho com junho, a indústria goiana aumentou a produção em 6%, criando um quadro de otimismo entre os empresários e técnicos do IBGE de que a crise pode estar ficando para atrás, também, para o setor industrial.

Em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado, com exceção de Goiás, todas as outras regiões pesquisadas registraram índices negativos.

No acumulado do ano, ante igual período de 2008, a produção industrial goiana caiu 3,11%, enquanto a nacional diminuiu 12,8%.

Em julho, na relação com julho do ano passado, a queda da produção industrial foi mais acentuada no Espírito Santo (- 20%), seguido por Minas Gerais (-16,1%) e São Paulo (-11,9%).

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Paulo Afonso Ferreira, os dados do IBGE sobre o desempenho da indústria goiana não causaram surpresa. “Esse crescimento do setor em Goiás é sustentável, não é uma bolha, sobretudo, porque é a segunda alta consecutiva e a terceira no ano”, observa.

Paulo Afonso Ferreira acredita que a produção industrial goiana continuará crescendo e que o segmento de alimentos e bebidas reverterá os dados negativos de junho e julho. “Vamos fechar o ano com um avanço de 2% na produção, o que é muito bom diante do cenário de crise da economia mundial”, ressalta.

Os índices regionais da produção industrial, ajustados sazonalmente, mostraram um quadro positivo em julho frente a junho, com alta de 2,2%. Dos 14 Estados pesquisados, 10 apresentaram crescimento, puxado pelo Paraná (15,3%), Espírito Santo (8,9%), Goiás (6%) e Amazonas (3,6%).

A alta de 6% da produção industrial goiana em julho, ante junho, é a segunda consecutiva no ano, acumulando ganho de 13,7% no último trimestre. O crescimento do setor foi sustentado pelo desempenho positivo dos segmentos de produtos químicos, indústria extrativa e minerais não metálicos.

Em julho, as indústrias goianas de medicamentos aceleraram a produção e registraram crescimento de 72,7%, de acordo com o IBGE.

Fonte : Folha de Notícias

Listar Todas Voltar